• +55 (31) 3290-2610 / 3290-2615

 

Esporte Clube Palmeirense - Ponte Nova/MG

Presidente: João Bosco de Senna Fernandes
Endereço: Avenida Dr Aldo Aviane, 91 – bairro Ipiranga.
35420.000 - Ponte Nova/MG
Fone: (31) 3817-1870
E-mail: clubepalmeirense@pontnet.com.br
Site: www.esporteclubepalmeirense.com.br

História da Instituição

A agremiação esportiva ganhou o nome de Palmeirense (natural de Palmeiras) por causa do bairro, criado em 1896 pelo então prefeito de Ponte Nova, José Mariano Duarte Lanna. As largas ruas e avenidas surgiram onde antes era a antiga Fazenda das Palmeiras. As obras de urbanização do novo bairro ganharam projeto arrojado e moderno.
O novo aglomerado urbano, bem distante do centro antigo, logo recebeu edificações residenciais e no local foi fundado o primeiro colégio para o ensino do magistério em Minas Gerais. O esporte, mais precisamente o futebol, chegou ao bairro por volta de 1912 e logo ganhou adeptos.
O primeiro time de futebol da cidade foi o Pontenovense Futebol Clube, fundado em 1911. Nos anos seguintes surgiram a Sociedade Esportiva 1º de Maio e o Palmeiras (o primeiro nome do Palmeirense). Durante quase 30 anos, várias equipes esportivas surgiram e acabaram em Palmeiras. As mais duradouras foram “Marianos” e “Brasil”.
A unificação das equipes de futebol de Palmeiras se deu em 10/10/1943. A partir dessa data foi fundado oficialmente o Esporte Clube Palmeirense, reunindo todos os desportivos do bairro sob uma mesma bandeira. O ato aconteceu no Cine Brasil. A assembléia foi presidida pelo professor Antônio do Carmo Pinheiro.
A primeira diretoria ficou formada da seguinte maneira: Presidente de Honra: Jorge Gonçalves; Presidente: José Jorge; Vice-Presidente: Abel Pesqueira Moreira; Secretário Geral: Helder de Aquino; 1º Secretário: Jorge Jota da Luz; 2º Secretário; José Luiz Tavares; 1º Tesoureiro: Cristovão de Castro Castor; 2º Tesoureiro: Lauro Soares; Diretor de Esportes: Mário Martins do Nascimento; Diretor Técnico: Geraldo Nascimento; Orador Oficial: Mário Rodrigues Seabra. Conselho Fiscal: Antônio do Carmo Pinheiro, Joaquim Soares Filho e Antônio Gomes Queiroz. Comissão de Sindicância: Atanásio Gonçalves dos Reis, João Soares Ferreira e Júlio Policarpo Gomes.
Nos anos que se seguiram, as reuniões da diretoria eram realizadas no Cine Brasil ou nas residências dos diretores. Em 10/05/48, foi alugado um salão de propriedade do Sr. Helder de Aquino para ali funcionar a sede social do Alvinegro. Um pouco antes, em 1945, o então presidente Antônio Gomes Queiroz (Ninico) anuncia o início da construção do estádio de futebol, no alto do Pau D’Alho. O Decreto-Lei Nº. 92, doando o terreno do campo, foi assinado pelo prefeito Cid Martins Soares, no dia 6 de novembro de 1946.
A construção do estádio teve na pessoa do professor José Maria da Fonseca um importante e decisivo empenho.
No ano de 1949, o Palmeirense tornou-se campeão da cidade jogando no seu estádio. Até 1961, o local não sofreu grandes alterações. Neste ano, sob a presidência de Mário Lobo (nome oficial do estádio), foram construídas as arquibancadas e instalado o alambrado.

Como usufruir do convênio

Sócios do COPM:
1) Para os sócios terem acesso às dependências do Esporte Clube Palmeirense, devem apresentar à portaria do clube a carteira de sócio do COPM (sócios civis devem apresentar também o recibo do pagamento da mensalidade social).
2) Os sócios do COPM não pagam para utilizar as dependências da sede social do Esporte Clube Palmeirense.
3) Todos os itens descritos acima se empregam também aos dependentes de sócios.

Sócios do Esporte Clube Palmeirense:
1) Pra terem acesso às dependências do COPM os sócios do Esporte Clube Palmeirense devem apresentar sua carteira de sócio e recibo do pagamento da mensalidade.
2) Os sócios do Esporte Clube Palmeirense não pagam para utilizar as dependências da sede social do COPM.
3) Os sócios do Esporte Clube Palmeirense pagarão os mesmos valores de diárias cobrados dos sócios do COPM nas Colônias de Carapebus/ES e Boa Esperança/MG que só poderão ser freqüentadas no período considerado fora de temporada (dezembro, janeiro, julho, eventos de carnaval, semana santa e semana da criança), mas se houver vagas disponíveis as hospedagens poderão ocorrer nos períodos acima.
4) Os sócios do Esporte Clube Palmeirense pagarão no Hotel de Trânsito na sede social do COPM os valores de diárias correspondentes aos sócios da capital.
5) Todos os itens descritos acima se empregam também aos dependentes de sócios.

O convênio oferece

Aos sócios do Esporte Clube Palmeirense:
1) Acesso às dependências da sede do COPM e das colônias de Carapebus/ES e Boa Esperança/MG pelos sócios do Esporte Clube Palmeirense.
2) Verifique no site do COPM o que as colônias oferecem.

Aos sócios do COPM:
1) Acesso pelos sócios do COPM às dependências da sede social do Esporte Clube Palmeirense, que oferece em estrutura:
· Quatro quadras de peteca;
· Três piscinas;
· Uma quadra poli esportiva;
· Uma quadra de areia;
· Um campo de futebol society com gramado sintético;
· Um parque infantil;
· Churrasqueiras;
· Saunas masculina e feminina;
· Uma sala de ginástica;
· Vestiários.


LOCALIZAÇÃO

Rua Diábase, 200 - Prado - Belo Horizonte/MG E-mail: faleconosco@clubedosoficiais.org.br Linhas de Ônibus: 4205 / 2103 / 2102 / 2152 / 3053 / 1360
Tel.: +55 (31) 3290-2610 / 3290-2615

NEWSLETTER

Cadastre-se e receba nosso boletim:

REDES SOCIAIS

Copyrhight 2000/2016 - Todos os direitos reservados. Site desenvolvido pela ConsulteWeb.